Nova bateria de íon-lítio chega a 70% da carga em apenas 2 minutos

 

Uma equipe de pesquisadores de Singapura desenvolveu uma nova geração de baterias de íons de lítio que podem receber até 70{982920e2f39a5f3af7ccdd1b51ae58334e5604884addbc596b24db6ca92b0971} de carga em apenas 2 minutos.

 

O responsável pela invenção, o professor Chen Xiaodong, afirma que o maior impacto do invento será no carros elétricos. Com apenas cinco minutos a bateria poderia ser carregada por completo e a duração da nova tecnologia é cerca de dez vezes maior que a atual lítio-ion. Na prática, o ciclo de vida pode render 20 anos.

 

Normalmente, ficamos céticos em relação a novas tecnologias de baterias, mas há motivos para ficarmos esperançosos em relação a essa descoberta. A nova bateria não é exatamente nova. É apenas uma melhoria em relação à tecnologia já existente de íon-lítio.

 

A parte principal vem na forma de nanoestruturas. Em vez do grafite normalmente usado para criar o ânodo da bateria, essa nova tecnologia usa um gel de dióxido de titânio, que é mais barato. É o mesmo material usado no protetor solar para absorver os raios ultravioletas. Os cientistas encontraram uma forma de transformar o composto em nanoestruturas que aumentam a velocidade do processo de recarga. E de fato eles fazem isso: com essa pequena inovação, as baterias carregam até 20 vezes mais rápido e duram até 10 vezes mais.

“Com a nossa nanotecnologia, carros elétricos poderão aumentar o alcance dramaticamente em apenas cinco minutos de recarga, o que está próximo do tempo necessário para bombas de gasolina encherem o tanque dos carros atuais”, disse o Professor Chen Xiadong.

De acordo com os analistas da Frost & Sullivan, o mercado de baterias recarregáveis deve atingir a marca de 24,3 bilhões de dólares em 2016.

O professor associado Chen acredita que a tecnologia chegará ao mercado nos próximos dois anos.